Eu quero conversar

Eu quero desabar, mas não tenho com que conversar Desabafo Primeiro um pouco de contexto, antes da quarentena eu está muito feliz, está fazendo novos amizades, minhas notas eram boas, minha família está feliz, mas agora eu estou triste, sem amigos pra conversar, com notas ruins e minha família está triste, ou seja, a quarentena me ... Quero conversar com alguém que eu não deveria. Desabafo. Há uns 3 anos eu estava solteiro e conheci alguém que virou rapidamente uma pessoa amiga, que eu gostava de conversar. Ok, foi no Tinder, mas eu realmente havia desistido da ideia de conhecer alguém lá pra um relacionamento e tentei uma última vez pra realmente tentar fazer amizades. Home Quero Conversar Voluntário O CVV Colabore Imprensa Blog Conheça Mais CVV Comunidade Links Úteis O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos ... Fale com desconhecidos online! Bate-papo com pessoas aleatórias. Eu posso não ser a melhor em dar abertura para quem eu quero, mas você faz o mesmo. Você tenta não me olhar enquanto eu olho para você. Você finge que está seguro, passa reto. Só que é traído pelo espelho. E lá está você me vendo enquanto eu estou tentando me ocupar com alguma coisa que estou fazendo. Você se aproxima. Eu fervo. Eu só quero conversar! Eu sei que tu não queria, mas não fui eu que pedi, Aquele beijo inesquecível eu só queria repetir! Mas eu não sei se vai rolar! Foi quando a noite apareceu que eu comecei, a passar mal. E você nem percebeu, que depois daquela 'session' eu já tava na moral! E só depois que eu descobri, algo que ainda eu não sabia. Muitos exemplos de traduções com 'eu quero conversar com você' – Dicionário inglês-português e busca em milhões de traduções. Partilha de imagens ao conversar. Quando você conversa com desconhecidos online, apenas ser capaz de se comunicar via mensagens de texto pode ficar um pouco maçante. Não só isso, mas nós, como seres humanos, tendemos a ser criaturas visuais - Se podemos realmente ver algo que torna a experiência muito mais significativa do que se fôssemos puramente imaginar tudo em nossas mentes. Small talk é uma conversa informal sobre assuntos fáceis e simples, como por exemplo, falar sobre o tempo, música, filmes e culinária. Para algumas pessoas, conversar com desconhecidos não exige nenhum esforço, já para outras, pode ser uma das coisas mais desconfortáveis do mundo. Imagina em um outro idioma! Esse artigo é para você que […] Eu só quero uma arma pra atirar Uma lâmina pra cortar Ou alguém pra conversar A sacada é muito alta Por favor, alguém me ajuda Eu não quero me jogar. Então me mande uma mensagem perguntando se eu tô bem Eu juro que dessa vez não vou mentir Eu tô precisando conversar com ti Eu tô precisando desabafar pra ti Pra ver se eu me sinto bem. Então, por favor, atenda quando eu ligar Às 3 ...

Brasil Anarquia

2017.05.05 18:40 Brazilian_Slaughter Brasil Anarquia

Subreddit brasileiro LIVRE, sem tiranias nem censuras politicas presentes em certos subreddits. Para brasileiros LIVRES de qualquer filiação politica.
[link]


2020.10.23 04:14 Vani001 Tenho muitas dúvidas se continuo namorando ou termino

Eu namoro um rapaz tem poucos meses, e tô na dúvida se continuo ou não..
Acontece que ele é uma pessoa boa comigo de maneira geral, ele é bem divertido, sabe conversar bem, é atencioso e preocupado comigo. Se eu preciso dele ele sempre tá lá, e o ponto mais positivo de todos é que ele tem muito respeito por minha filha. Tenho filha pequena, e ele aceita, além de sempre querer incluir ela nos passeios e nos nossos planos pra o futuro.
Bom, acontece que ele é muito grudento, quer falar comigo 24 horas por dia e as vezes se chateia se eu prefiro "falar com meus amigos e não com ele". Ele é meloso demais tbm, e cobra isso de mim, e eu ser melosa com ele me é muito anti natural. Além disso ele quer saber sempre onde eu tô e com quem. Outro dia sai pra casa de uma amiga, voltei pra casa e dormi. No outro dia tinham mil mensagens dele falando q passou a noite em claro pq tinha ficado preocupado pq eu não avisei q tinha chegado em casa, sendo q ele não tinha nada a ver com o passeio, eu moro em região segura e não sou filha dele pra ficar tendo essas necessidades. Ele ainda acha q tá certo pq disse q ele ficou preocupado já q eu ia voltar de Uber e não tem como ele não se preocupar com quem ele gosta. Além disso ele implica mto com algumas bobagens, como por exemplo política que ele não aceita opiniões diferentes da dele, ou em certos filmes que eu gosto que ele tbm não aceita q eu goste por qqr motivo (como por ter um ator acusado de agressão como o Johnny depp).
Por isso não tô me sentindo tão feliz assim na relação, é cobrança demais, todo dia tenho q falar com ele mil vezes no telefone, dar bom dia e boa noite, ver ele toda semana sem falta, enfim.. tá sendo complicado pra eu q sempre fui super independente e já levo uma rotina puxada com filho, trabalho, casa e estudos..
Mas tenho medo de não encontrar ngm, ou de encontrar e essa pessoa não ter o mesmo apreço por minha filha, pois ela é tudo pra mim e no fundo só quero mesmo é que ela seja feliz.
Observação que cheguei a terminar uma vez, ele foi agressivo (nas palavras), bloqueei ele das redes sociais só q ele deu um jeito de me achar e acabamos voltando. Desde q voltamos a 2 meses n tivemos mais problemas. Mas me deixou com um pé atrás
submitted by Vani001 to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 03:13 Furrymod Sou "Esquecível" para todo mundo!

Eu gosto de chamar esse ano de "O ano das revelações", pois ele me mostrou tanta coisa que eu nunca veria num ano comum. Sou sou "Aparentemente feliz", gosto de rir, faço piadas, sou animado e amigo de todo mundo, e até o início do ano eu acreditava que todos eram meus amigos também, até perceber que todo mundo fazia alguma coisa junto, mas eu era o único a não ser convidado. Nunca, pra nada, nem meu MELHOR AMIGO me chamava para sair ou algo do tipo, no início da pandemia, eu acreditava que uma garota era minha amiga, uma semana antes da festa dela, ela me disse q seria o aniversário dela, e eu zoando falei "Uhm, quero bolo hein", ela riu e disse que não ia ter, mas na outra semana, indo para aula, passei na frente da casa dela e vi, UMA FESTA, todos os meus "Amigos" lá, rindo, se divertindo... Quando saí do aula a festa estava acabando, e tava todo mundo fora da casa, eu só queria saber de ir embora, eu consegui ouvir algumas pessoas dizendo "Olha não é o (Meu nome)", eu ignorei todo mundo, e fui embora, minha vontade, infelizmente era de mandar todo mundo a merda! E continuei, olhando os Status da galera, todo mundo saia quase toda semana, e ninguém me chamava pra fazer nada, o engraçado é, quando a gente se encontrava na aula, eles se convidavam na MINHA FRENTE, eu apenas ignorava e fingia que não tava ouvindo. Outra festa de aniversário, e adivinha, ninguém me chamou também. Hoje a festa de aniversário de um dos meus melhores e mais fiés amigos... Também não fui convidado, as outras pessoas tudo bem... Mas com ele? Foi uma facada no coração, não achei que até ele.... "Aiin você nunca sai de casa, só fica nesse vídeo game, porque não anda com seus amigos?" Tá aí a resposta!
Eu não gosto de futebol, nem de política, nem de rap ou qualquer estilo músical que eles gostem, também não sou fã de falar sobre coisas íntimas ou falar de pegar Mulher... Geralmente eu só tenho assunto de Games, Animes, ou filmes, mas sempre quando tento conversar com alguém sobre essas coisas, a conversa não dura nem 1 minuto, eles vão embora e Foda-se.
submitted by Furrymod to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 23:17 spacegirlstar Quando seus planos vão totalmente pro ralo

Acho que adiei esse desabafo por muito tempo já.
Bom, morei metade da minha vida em uma cidadezinha minúscula do interior. Não odiava, mas eu sabia que queria algo mais emocionante pra minha vida. Até considerei continuar por perto, mas vi que meu sonho era retornar pra minha cidade natal, São Paulo, e o único jeito de fazer isso era passar numa faculdade de lá. Pois bem, passei o ano passado inteiro trancada em casa estudando pra famosa fuvest, prova conteudista e que exige muito preparo. Praticamente não tive vida, estava atordoada só de pensar no dia da prova, mas coloquei na minha cabeça que eu PRECISAVA passar pra fugir de vez daquele lugar e poder ter uma vida fora de um quarto de novo.
Boas notícias, passei no curso dos meus sonhos, na faculdade dos meus sonhos que fica na cidade dos meus sonhos! Ahh, que alegria foram os primeiros meses desse ano: conhecer muita gente nova, participar de integrações, explorar sp de metrô, frequentar eventos culturais... Parecia que eu tava vivendo um sonho e que alguém arrancaria aquilo de mim a qualquer momento. E alguém arrancou. Corona vírus acabou com os meus dias de alegria, na época só pensei "logo passa, daqui um mês volta tudo ao normal". Não voltou. Passei alguns meses em sp com esperanças das aulas retornarem, mas depois de 3 meses a solidão me fez voltar pra cidadezinha na qual minha família ainda mora.
E cá estou eu, fazendo a facul dos meus sonhos a distância, perdendo toda a experiência acadêmica que eu deveria ter tido no meu ano de caloura, isso já foi embora. Estou chegando no final do segundo semestre sem o mínimo ânimo pra estudar, sentindo que não estou absorvendo nada de um curso que eu tanto amo. Quem me faz ter forças pra continuar fazendo minhas obrigações são meus amigos do curso que são uns anjos enviados pra minha vida.
Ano passado já me sentia meio sozinha nessa cidade, mas esse ano está pior. Tenho evitado encontrar com meus poucos amigos que ainda moram aqui por conta da quarentena. Tô saturada de conversar por whatsapp também. Tava sustentando um flerte com um moço que conheci na faculdade desde março, mas ficou totalmente inviável, acabou ficando muito repetitivo depois de 6 meses sem nos vermos. Até meus amigos mais próximos, não consigo mais conversar com ninguém, foram muitos meses disso!! Eu senti que voltei pro zero, mesma cidade, trancada no mesmo quarto, nenhum progresso da situação que eu tava ano passado.
Meu maior medo é as aulas não retornarem próximo semestre. Eu NÃO aguento mais um semestre sequer nessas condições, fora que não aguento mais esse fim de mundo. Caso as aulas não retornem, estou pensando seriamente em trancar a faculdade e voltar quando normalizar, pq não foi nessas condições que eu planejei fazer o curso dos meus sonhos. Eu quero explorar sp, quero sentir que sou universitária, quero ver meus amigos!!!!! Eu não aguento mais.
submitted by spacegirlstar to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 17:45 Antedeguemonnn Meu corpo é uma merda.

É pessoal algumas pessoas nascem feias e outras se tornam, eu sou o segundo caso kkkk, acho impressionante como o tempo me ferrou, tenho apenas 19 anos mas tenho certeza que meu corpo ainda vai se ferrar muito mais do que ele já é, segue a história. Até os 12 anos eu tinha aparência normal e até ouso dizer que era bonitinho, mais a puberdade veio para me fuder com força, nessa fase comecei a ter espinha pra cacete que duram até hoje e pra completar toda espinha que eu tinha deixava marca mesmo sem espremer, como resultado meu rosto está acabando vocês já devem imaginar como. E não acaba por aí, a maravilhosa puberdade também me trouxe ginecomastia, que de todos os meus problemas esses é o pior, no meu caso é apenas grau 1, só o mamilo é tufado, mas isso foi o suficiente pra estragar minha adolescência de vez. Graças a isso eu nem posso andar na famosa postura confiante que é com os ombros para trás e peito estufafo, acabei adquirindo uma postura ridícula com os ombros inclinados para frente. Além disso eu passei praticamente toda a minha vida escolar a partir do sexto ano usando moleton para esconder isso, até parei de ir nas aulas de educação física, e como moro em um lugar quente a situação fica ainda pior, a sorte era que as salas possuíam ar-condicionado, entretanto quando as aulas acabavam e eu tinha que esperar meus pais chegarem para me buscar todos tiraram os seus moletons e só eu ficava sofrendo com o calor por causa dessa desgraça, tudo com o intuito de esconder. Mas mesmo assim não dá para ir para todos os lugares de moleton, então quando eu saio para qualquer lugar e vou conversar tenho que ir com uma camisa normal, então quando vou conversar com alguém seja um conhecido ou um atendente as pessoas sempre dão aquela olhada pro meu peito que me destrói, vocês não tem noção, eu não posso nem usar as camisas que eu quero pois se não meus peitinhos ficam muito destacados, tenho sempre que ficar me policiando sobre qual camisa comprar. Eu até comecei a fazer academia para ver se melhorava de alguma forma mas foi inútil, só serviu para me deixar com inveja dos outros homens que não possuem esse problema, pelo menos fiquei grandão, mais enfim, só homens que tem ginecomastia sabem do que eu tô falando, isso destruiu minha autoestima, e nunca mais fiquei sem camisa desde os 12 anos, e consequentemente não vou mais para praia. Nem preciso dizer que sou BV não é? E é claro ainda tem mais problemas, eu também sofro com furúnculos de uma forma inexplicável eu já tive várias desde quando era criança e tenho até hoje, o verdadeiro problema delas são as marcas que elas deixam, como eu tive muitos furúnculos consequentemente tenho muitas marcas, principalmente nas pernas, mas ao contrário das espinha, pelo menos consigo esconder as marcas com roupa. E também para aumentar a minha feiura ainda mais eu tive uma espinha gigantesca na minha sobrancelha e quando eu finalmente me livro dela ela deixou um buraco na sombrancelha, kkkk é rir para não chorar. E para finalizar, o problema mais recente, que aconteceu durante a quarentena a minha pálpebra começou a cair, tipo a do defante, para quem conhece, kkk vai ser foda reencontrar os conhecidos, todo mundo vai se encontrar plenos e lindos, e eu vou aparecer com uma pálpebra mais caída que a outra kkkk. Já não basta eu ser introvertido, ainda sou todo lascado, vai ser foda fazer amizade na faculdade. Apesar de todos esses problemas eu não tenho mais depressão e nem penso em me matar, apesar de já ter perdido uma chance de emprego por causa da aparência, só queria desabafar mesmo, acredito que algum dia todo esses sofrimento vai ter algum sentido.
Desculpem pelo textão mais acho que se não contextualizasse não teria tanto peso, e obrigado a todos que leram.
submitted by Antedeguemonnn to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 08:30 vCoelho_ Amo minha ex :(

Eu e ela já tentou 5 vezes e não deu certo, mas eu não quero desistir pois eu a amo de verdade, pedi uma chance a ela no começo do ano e ela não me quis pois disse que eu fumo maconha e tals e isso é normal pra mim, me acalma e não fsso mal a ninguém, acho que eu estraguei tudo. Não sirvo mais pra nada, hoje eu me controlo, não tenho mais as amizades de antes e estou bem melhor, mas tenho medo de chamar e conversar com ela, ela me fez a ter vergonha dela. Não consigo superá-la de jeito nenhum, ter saudades dela está me afetando tanto, nem conseguir dormir eu consigo, minha mente não aceita eu ficar longe de uma pessoa que eu amo e penso todos os dias mesmo tanto tempo sem vê-la..... 🤐😔😖
submitted by vCoelho_ to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 05:17 OxxFrus Eu quero alguém pra ter um chat secreto no telegram

Eu juro que procurei um sub pra isso mais esse é o mais perto disso que tem em pt/BR
Então eu queria uma mulher qualquer idade para ter um chat secreto no telegram. Não necessariamente sexual. Eu só quero saber mas da vida de uma completa estranha. Vamo conversar passo o dia todo sem fazer nada eu sou o sinônimo de desocupado.
Desculpa por pedir isso aqui mas não tem outro lugar. ಠ_ಠ
Edit: se você quiser eu tbm falo da minha vida...
submitted by OxxFrus to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 04:57 Trynoum Meu relacionamento era abusivo e eu nem me dava conta

Primeiramente, deixem-me dizer que é um alivio poder falar em um subreddit brasileiro, muitas vezes eu conversava com gringos mas eu me sinto mais confortável conversando com BR msm. Bom, a um pouco mais de um ano atrás, eu comecei a ficar mais proximo de uma amiga minha, a gente começou a conversar, e eventualmente saimos juntos e começamos a namorar, era tudo muito bom, a gente se entendia e realmente amava um ao outro, com o passar do tempo, ela começou a demonstrar um pouco mais de ciúmes, e como eu sou uma pessoa que também sente bastante ciúmes, eu entendi os sentimentos dela e quis fazer a vontade dela, perguntar oque que tava deixando ela triste e essas coisas, a gnt conversou e conseguimos até ficar em uma relação saudável.
Um tempo depois, ela começou a agir estranho, e confessou se sentir meio mal por eu assistir pornô, porque aquilo era eu prestando atenção no corpo de outras mulheres e aquilo deixava ela mal, desde esse ponto, meu cérebro já ficou com um pé atrás, tipo, poxa, é normal ver pornô mesmo em um relacionamento, eu acabei pesquisando e isso não era problema pra maioria dos casais(tenham em mente que eu não tinha muita experiência em relacionamentos na época), porém eu meio q só concordei em não ver mais, contanto que a mesma coisa se aplicasse a ela, alguns meses se passam e ela fica mais agressiva comigo, eu não posso mais curtir a foto de uma amiga minha porque isso deixa ela pensando que eu quero ficar com aquela pessoa, mas quando ela curte a foto de um menino, até sem camisa ou algo um pouco mais "sensual" e eu tento trazer isso pra conversa ela simplesmente fala "não percebi" ou algo do tipo e pede desculpas como se não fosse nada demais, sendo que quando eu fazia até menos eu era xingado e julgado por ela.
Depois de um tempo as coisas começaram a ficar realmente sérias, eu parei de conversar com uma caralhada de gente pra ela não ficar triste, mas ela parecia não se importar quando eu dizia que sentia ciúmes por alguem, e isso chegou a um ponto onde, se a gente tivesse conversando por texto, eu nem reconhecia mais a minha própria namorada que tava comigo a mais de um ano. Eu amava muito ela, ou pelo menos a versão dela que eu pedi em namoro, então eu sempre segurava os sentimentos só pra mim e esperava que, quando eu conseguisse a ver pessoalmente a gente resolveria, bom, quando a gente se via pessoalmente ela prometia não me tratar mais daquele jeito e outras coisas, mas uns 3 dias depois ela voltava a me tratar do mesmo jeito ou até pior, quando eu falava pra ela que eu tava sendo tratado mal e do mesmo jeito que antes, ela ficava brava e ameaçava terminar comigo ou até mesmo me trair, falando coisas como "vou mandar foto sem calcinha para aquele amigo meu" e coisas assim, tinha vezes que, ela entrava na minha conta do instagram pra ver se eu tinha visto um stories específico que em teoria eu não "deveria ter visto" sendo que muitas vezes eu só deixava os stories rolando enquanto fazia outra coisa.
Eu me cortei, tanto meus pulsos quanto um pouco da minha barriga, mas logo depois eu percebi que aquilo não ia ajudar em nada e só ia me trazer um sentimento bom momentaneamente, então eu parei de vez logo depois da primeira vez. Por mais que eu amasse ela de um jeito descomunal, quase como se eu amasse ela mais que eu mesmo, depois de um tempo eu comecei a me dar o real valor que eu tinha, e o jeito que ela me tratava não me fazia mais chorar e sim perceber o quão mal eu tava sendo tratado esse tempo todo, dessa vez eu não esperei pra ver ela pessoalmente, eu simplesmente falei que não queria mais nada e só vazei. Eu fiquei mais de um ano e alguns meses em um relacionamento abusivo, e eu nem sabia que era abusivo até terminar e ir pesquisar sobre, eu basicamente não tinha opinião, meus sentimentos não importavam e eu tinha que dar o maximo de satisfação possível pra ela, se não ela me ameaçava terminar ou me trair.
Era isso, eu precisava falar isso pra alguém então resolvi me expor aqui pra vocês, hoje em dia eu to bem melhor e percebi o quão otário eu tava sendo de continuar naquele relacionamento, ela basicamente fazia o que quisesse comigo e eu so deixava, eu voltei a falar com vários amigos com os quais eu tinha perdido o contato e eu acho que ta tudo bem agora.
submitted by Trynoum to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 04:08 snoo_mi Alguém já perdeu a vontade de comer por conta da bagunça de ideias na cabeça?

Esse ano tem sido muito profundo para mim... Tenho lidado com meu processo de luto, depressão, ansiedade, fase de conclusão de graduação, luta contra valores do empreendedorismo e dentro do mundo de startups, e algumas crises existenciais e sociais (quem mora na capital sabe que existem muitas pessoas muito mas muito pobres, paulistano ignora para conseguir sobreviver; niilismo depressivo; o que quero para minha vida; minha personalidade...)
Mas essa última semana foi tão puxada, sob tantos aspectos que pedi demissão e adiei meu TCC, decisões dificílimas, mas que eram necessárias..
Tava tudo me afetando MUITO! De não estar mais conseguindo comer! Meu sono esse ano tá uma bosta, mas sempre lidei bem com isso, agora, não consigo mais comer! Preciso me obrigar a parar de fazer, conversar, organizar, pensar, teorizar, para conseguir comer um mínimo...
Não sei o que é, mas sinto que tem tanta coisa na minha cabeça, que não tenho conseguido escolher qual realmente preciso processar e estudar. Se bem que eu até sei quais são minhas prioridades nesse momento. Mas nem consigo entrar a fundo nelas...
Alguém mais sente ou já passou por isso? Como vocês estão lidando com essas coisas? Com a pandemia? Sinto uma falta danada de conversar com um amigo ou com um estranho aleatório durante meu dia... Tô praticamente presa, sozinha...
submitted by snoo_mi to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 23:51 MaryColds O Por do Sol em casa me doe ( ˘_˘)

Eu ando muito frustada com uma coisa, é q...
Eu tô no último ano da escola e... de repente a pandemia... e eu tenho certeza que ela não vai parar antes do ano acabar, então, nem deu tempo de eu me despedir da escola, de ter pelo menos um dia de aula normal antes de ser jogada e rebolada no "mundo dos adultos".
N são só o sentimento de ter todo mundo do seu lado enquanto vc estuda, onde vc pode tirar dúvidas ou trocar idéias sobre a aula com qualquer um que esteja do seu lado e principalmente imediatamente e pessoalmente com o professor. O sentimento de conversar qualquer merda numa aula que vc tá desinteressado ou que o prof faltou, jogar jogos como...(lá vai a listona kkkkk) • Uno • Baralho • Cidade Dorme • Detetive • War • Batalha Naval • Jokenpô • Verdade ou Desafio • Eu Nunca • Adedonha
Enfim, o que eu quero dizer, é q a gente vive 15 anos das nossas vidas, começando logo pelos 3 aninhos, fazendo uma única coisa da vida, e de repente, sem nem ter despedidas, sua vida muda totalmente e pra sempre...
O que sempre me faz lembrar dessa nóia é o por do Sol. Eu moro do lado da divisa entre dois municípios, a capital do estado e a metrópole (no caso eu moro na metrópole e estudo na capital), e o que dividi eles é um rio, sempre que eu voltava da escola de ônibus, o ônibus passava por cima da ponte desse rio, e ele é bem alta, pq TB passa por cima de uma linha de trem que passa do lado do rio. Como a ponte é bem alta, eu conseguia ver claramente, todos os dias, o sol se pondo entre as serras da janela do ônibus, é lindo, queria poder mostrar a quem está lendo isso. De cima da ponte também da pra ver o outro lado da cidade ligando as luzes, como casinhas de formigas. Enquanto eu via quela paisagem linda, eu escutava uma playlist de com músicas selecionadas só pra vibe daquele momento.
É daquele momento em específico que eu sinto mais falta, eu me sentia tranquila, relaxada, abençoada, grade, como se estivesse só eu no ônibus, como se estivesse até mesmo voando ( ꈍᴗꈍ).
Ver o por do Sol da janela do meu quarto ainda é lindo, mas n é a mesma coisa, todos os dias eu passo esse momento da tarde só olhando a janela, viajando nas lembranças.
Tomara que eu consiga ver essa sena de novo, e provavelmente vou conseguir ver, mas n vai ser a mesma coisa que depois de um dia na escola, usando uniforme e tals... •́ ‿ ,•̀
Enfim, vou botar aqui a playlist que eu escutava durante esses momentos, sinceramente as músicas que mais batem a nostalgia quando eu escuto é: • No No No - TheFatRat • Rise Up - TheFatRat • Close to the Sun - TheFatRat • Azure Glow - City Girl
https://open.spotify.com/playlist/38EFNAaKUmA8q8ESx9tJtu?si=dFHeiVz9TrCae-9A3E3_eA
Obg por me escutarem/lerem, eu só queria relembrar comigo mesma esses momentos _^
submitted by MaryColds to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 19:07 nessanimi Como tentar convencer o irmão a ir em psicólogo?

Bom, eu tenho um irmão que desde há alguns anos vai em psiquiatra, foi diagnosticado com depressão e ansiedade e toma remédios pra isso. Mas o psiquiatra que ele vai não conversa muito, só vê o que ele tem e receita (eu falo isso, pq já li que alguns psiquiatras até tentam conversar, fazer o paciente soltar um pouco mais os problemas e outros que só receitam mesmo, não sei se realmente tem disso). Mas ele só foi num psiquiatra porque a coisa estava feia mesmo e o otorrino dele recomendou, pois ele estava tendo tipo 'labirintite' que só piorava com o estresse, e só começou a melhorar depois com os remédios.
Desde então alguma vez ou outra eu e minha mãe tentamos falar pra ele também procurar um psicólogo, mas ele (assim como meu outro irmão e pai) é cabeça fechada e tem um certo preconceito com isso. Ele sempre falou que "psicólogo não ajuda em bosta nenhuma", "eu não vou contar meus problemas para os outros", e etc etc. E como não tinha experiência pra saber como realmente era, deixava pra lá. Mas ano passado resolvi procurar um porque comecei a ter crises de ansiedade/ataque de pânico (e já desconfiava que tbm tinha depressão desde antes), e antes eu pesquisei muuito pra saber como é, o que eu poderia esperar e tals. E eu melhorei muito! Agora faz quase uns 6 meses que não tenho uma crise de ansiedade sequer, minha mentalidade melhorou muito também, e sem tomar nenhum remédio. Agora dei uma pausa, mas na época minha família presenciou minha melhora e até me incentivava a continuar (inclusive esse irmão).
Mas ainda assim meu irmão continua com esse preconceito. Ele tá indo em um cardiologista porque o coração dele acelera muito ultimamente, apesar de eu ter quase certeza que é por conta de estresse/ansiedade. Mas é só eu ou minha mãe falar sobre psicólogo que ele fica na defensiva de "eu não preciso disso" e foge.
Não consigo nem conversar, não consigo falar nada! Eu já falei "pode ser que realmente não dê certo pra você, mas pode ser que dê. Não dói tentar.", e várias coisas do tipo, mas nada parece dar certo.

Desculpe o textão, tenho mania de escrever muito kkkkk Mas alguém já teve que lidar com algo do tipo e conseguiu convencer (ou tava do outro lado da moeda e conseguiu ser convencido)? Se sim, me conta o segredo por favor, não sei mais o que tentar
Ps: Eu sei que forçar é pior, eu só tento dar um toque alguma vez ou outra sem querer sufocar o homem, e eu sei que que isso tem que partir dele, por isso só tento trocar uma ideia (apesar de nunca conseguir). Mas eu sinto que realmente pode ajudar e eu só quero ele sem essas malditas crises, que ele se sinta bem consigo mesmo, e neste momento, eu sei que não está tanto.
submitted by nessanimi to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 18:28 Dash_Hunter Boas notícias e conselhos por favor kkk

Faz algum tempo que eu fiz um desabafo dizendo como eu estava mal e como o meu mundo tinha perdido as cores...
Algumas coisas boas aconteceram e estou voltando a construir expectativas e esperanças pra minha "nova vida", consegui um trabalho bem remunerado em plena pandemia e estou quase acabando o processo de experiência, paguei minha auto escola, e depois de repetir uma vez no percurso de carro, passei.
Mas também nesse período eu fiz uma burrada, eu conheci uma pessoa e por causa da carência e do medo de ficar sozinho(em um estado novo, e ainda não tenho amigos aqui), comecei a namorar...
Nessa nova relação, me vejo cometendo o mesmo erro da última, estou com uma pessoa sem perspectivas, que não estuda, trabalha meio período, não poupa dinheiro, e só quer saber de festas e passar todo o tempo livre que a resta no celular...
Também existem outros aspectos que estão me decepcionando, mas o que citei são os mais importantes e eu não estou conseguindo lidar, já tentei conversar e nada, a pessoa faz um drama e diz: "O que vier de ser, será".
Com minha experiência passada no último relacionamento, e vindo morar em outro estado, confesso que criei metas para a minha vida das quais eu não abro mão, não quero depender emocionalmente nem financeiramente de ninguém, e não estou disposto a abrir mão disso porque eu senti na pele e aprendi quais são os meus limites.
Eu tenho focado muito no trabalho, fazer horas extras no sábado e no domingo estão me agradando bem mais que uma festa, e estou entusiasmado pra ver onde posso chegar.
Em hipótese alguma estou tentando dizer que a pessoa com quem estou está me atrapalhando,na verdade ela está me entristecendo, porque não sei o que fazer para ajudá-la e também não quero que ela fique sem esperanças em relação ao futuro.
Minhas expectativas nessa relação, é que ambos possam crescer e amadurecer juntos, mas não consigo perceber essa vontade nela.
O que eu poderia fazer para ajudá-la? Ou eu sou o problema?(Sim eu pensei nessa possibilidade)
submitted by Dash_Hunter to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 18:12 galerito386 Abre a porta administração eu só quero conversar

Abre a porta administração eu só quero conversar submitted by galerito386 to Orochisegundo [link] [comments]


2020.10.21 17:53 tavioribeiro Galera, vocês podem me ajudar dando uma força para minha filha?

Galera meu nome é Otavio, tenho 32 anos e uma filha que tá participando de uns torneios sem premiação de Free Fire. Sinceramente, ela joga bem paca, muito melhor do que eu já joguei em toda minha vida gamer, só perde pra mim no Tony Hawk. Ela recentemente pensou na ideia de streamar e como incentivo, disse que se ela chegasse a 1000 seguidores, seria o patrocinador dela nos jogos (comprando os diamantes e tal). É óbvio que eu já dou essas coisas pra ela. Sempre invento uma desculpa pra justificar o presente. Quem é pai sabe como funciona. Se puderem dar uma moral e seguir ela lá, serei eternamente grato. Além do Free Fire, ela manda muuuuuuuito bem no Smite também. Eu sei que ela também tem um canal na Twitch, mas não sei o link. Ps.: primeira vez que posto no Reddit, desculpem se fiz errado. De um tempo pra cá ela tem se sentido meio pra baixo (apesar de só ter 11 anos), aí ontem eu descobri que trocaram a liderança do time dela (ela era vice-líder) pra colocar um outro menino, o que deixou ela mais chateada ainda. To tentando meu melhor pra deixar ela mais animada, inclusive, quem for pai e tiver dicas, to aceitando. Conhecimento numa é exagerado.
O perfil dela no Instagram é Satou_ff
Editado
O perfil do Twitch é Melzinha_653

Obrigado a todos pela ajuda.

Editado 2
Galera, vocês fizeram minha semana. Eu não tenho palavras para agradecer, eu quero poder fazer alguma coisa pra retribuir o que fizeram por mim. Pode parecer bobeira, que sou um caçador de likes ou coisa do tipo, mas vou explicar pra vcs. Anteontem eu vi nos status dela (minha filha) umas coisas que me deixaram triste. Ela mencionava suicídio e coisas do tipo. Eu já fui adolescente e sei o quão difícil essa fase é. Sei também que pra ela está sendo um pouco pior, afinal, ela está na fase onde começa a se conhecer, precisa do contato físico com os amigos, começa a desenvolver interesses amorosos e graças à pandemia, não está vivenciando isso ainda. Eu procurei conversar com ela (como faço com uma certa frequência) e saber se eu poderia amenizar alguma coisa. Se vcs vissem minha filha ontem e anteontem, veriam a diferença que fizeram. Eu posso estar soando meio confuso, mas é por estar emocionado. Daqui a pouco eu vou sentar, relaxar e respirar fundo, só pra tentar deixar esse texto mais claro. Enfim, o que eu quero dizer é que cada um de vcs que seguiu o perfil dela (no Insta ou no Twitch), que me deu dicas ou que só curtiu minha postagem aqui, ajudou a fazer uma diferença incrível. Muitíssimo obrigado a cada um de vcs.
submitted by tavioribeiro to brasil [link] [comments]


2020.10.21 12:28 makeartnotwarbaby Primeiramente, bom dia.

Estou decido a reacender aquela intensidade de viver a vida que sentia quando mais novo. Acordar bem cedo pra ver o sol nascer, ir a praça ver o pôr do sol, entrar em contato com amigos da infância, entrar em contato com a natureza e os animais, ir a praia com bons amigos conversar sobre a vida e o futuro. Viver uma vida mais pura sem toda essa informação da internet, me entende? Onde eu quero chegar é; a vida pode ser boa sim, nós não precisamos de muito dinheiro mas caso tenhamos uma condição financeira boa, vamos ajudar o próximo. Vamos ajudar a nossa espécie a ser feliz, a ter um motivo, mesmo que mínimo, a acreditar que a vida pode sim valer muito apena para todos, ainda há uma saída. Sou apenas um mero ser insignificante mas eu acredito que o pouco que se doa por um mundo melhor é o bastante para se tornar algo grandioso! Nós somos sim capazes de ajudar a nós mesmos e ao próximo a ter uma vida memorável, tudo depende de nós e de uma vontade genuína de acreditar em um mundo puro.
submitted by makeartnotwarbaby to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 05:39 Temporary-Rain-4717 Auto estima alta e Chama aí para um diálogo interessante sobre qualquer coisa

Eu não sei como dizer essas coisas mas eu quero agradecer a todo mundo e como essa rede social é tão legal, tem realmente pessoas muito legais aqui
Eu melhorei em vários sentidos, desde a aceitação da minha aparência (tô tirando mais fotos, gostando de mim talvez?) Eu também tirei algumas fotos do meu corpo, e minha opinião sobre mim mesmo aumentou bastante, eu ainda sinto tristeza em diversos e uma genuína vontade de morrer em alguns momentos, mas eu sinto que eu melhorei bastante em relação a auto estima, e em relação a Insegurança constante que eu tinha, e talvez algumas atualizações sobre meu gênero, talvez eu não me considere totalmente um homem, eu tô pensando bastante nisso ultimamente, eu também conheci uma pessoa muito legal nesse sub, eu tô feliz para caralho em relação a isso, ela é muito legal e etc etc, mas não quero falar MT sobre isso aqui então
Sei que esse post é meio aleatório mas eu já vim de várias outras contas que eu criei e por algum motivo abandonei por aí kk
É isso, se alguém quiser conversar pode me chamar aí no Direct, estou entendiado e aceito qualquer tipo de ser humano que possa gerar uma conversa interessante
submitted by Temporary-Rain-4717 to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 23:20 Nagaru_chan Fui vítima de pedofilia e não tenho pessoas que me entendam pra conversar

Desculpa pelo assunto pesado.. aconteceu 9 anos atrás e ainda me afeta, como é de se esperar. Todos os meus amigos que sabem me ouviram de coração aberto e estão dispostos a me ajudar com o que precisar, mas nenhum consegue ou se arrisca a conversar de volta comigo, só me escutam o melhor que podem. É um assunto complicado e eu faria a mesma coisa no lugar deles, óbvio, mas eu sinto falta de uma conversa recíproca com alguém, agora que esse assunto veio a tona na minha vida mais forte do que nunca. Alguém conhece qualquer tipo de grupo de apoio ou coisa parecida? Pode ser em pt ou inglês, eu só quero conversar.. . Edit- Sim eu estou tendo ajuda profissional, e quem quiser e se sentir confortável pra conversar e desabafar pode chamar que tamo junto e sem julgamento nenhum
submitted by Nagaru_chan to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 14:56 SadnAlone19 A carência e a falta de sexo

Talvez seja algo que se encaixa no desabafos, mas de qualquer jeito. Tenho 25, H e recentemente minha namorada que esteve comigo por 6 anos e nao via desde o começo da quarentena, terminou comigo. Ainda nao a superei, mas depois de conversar vi que realmente não tem mais volta. E aqui que entra meu pedido de ajuda, onde encontro mulheres para sexo casual? Eu sinceramente nunca senti tao perdido...eu sei dos tinder da vida, mas quero algo objetivo, sem toda aquela dança
submitted by SadnAlone19 to sexualidade [link] [comments]


2020.10.20 03:56 blablacao Eu não aguento mais estudar sozinha

Eu venho tentando estudar esse ano todo, e com muito esforço consegui criar disciplina, pq quero muito passar em um vestibular concorrido da região, eu costuma estudar na biblioteca da cidade, mesmo com o sol forte eu ia todo dia pela manhã e a tarde estudar, pedalando com a minha bicicleta velha em uma pacata cidade do interior, infelizmente com o Corona Vírus a biblioteca foi fechada e não tem previsão para abrir, e eu fui obrigada a estudar em casa. Eu nao tenho nem um quarto, minha mãe trabalhava de madrugada e eu e meu irmão menor compartilhamos a cama, mas como ela descobriu recentes problemas de saúde foi afastada do trabalho e agora dormimos nós três na mesma cama, tenho q estudar na estante da sala mesmo com toda a conversa e distrações, mas pra falar a vdd isso tudo nem é tao ruim, o que realmente me deixa mal é a solidão, passar dias e dias usando o meu autocontrole e me sentir completamente isolada, minha família não entende muito bem do pq eu "estudo tanto" .Eu não acho muito umas 8h ou 9h só, eu procrastino poderia fazer muito mais sla, eu queria ter alguém pra conversar ,eu queria sair de casa sabe, trocar de roupa como quando eu ia pra escola e ir pra outro ambiente ver pessoas que não fossem as que moram comigo, parece que minha vida perdeu o significado e eu nao faço parte de nada...
submitted by blablacao to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 02:19 chemi_nx assediada a tempos, mas ainda com trauma

marquei assim por poder conter gatilho, e peço perdão pelo texto grande
é uma merda, simplesmente uma bela merda, lembrar do momento em que foi assediada por um parente em que confiava, e ainda ter que o ver quando há festas de família
isso aconteceu a certo tempo, mas céus, eu ainda me lembro de praticamente todos os detalhes. o pior é que ele tem sindrome de Dawn, então quando eu costumo olhar para pessoas com o mesmo problema, eu me sinto insegura - só quero me esconder. não é culpa deles, e eu fico muito feliz quando essas pessoas conquistam algo, mas eu me lembro dele, e eu odeio lembrar dele
um dia tava olhando pelo tik tok e vi um cara com a síndrome. vídeo educativo, até curti, mas quase chorei por conta do bendito trauma que me aterroriza até hoje
bom, eu acho que devo contar como foi, né? bem, estava lá eu e meu pai na casa da mãe do meu assediador, junto com tios, tias, primos e avós. minha mãe não estava, tinha ficado em casa
meu pai foi dormir porque tava cansado e eu fiquei brincando com a galera lá. ele veio e me chamou pra um quarto separado e, como confiava nele, fui. ele me deitou na cama de casal de barriga pra cima e ficou acariciando meu lábio inferior. eu conseguia sentir a respiração dele no meu pescoço, estava tensa. minha tia avó até entrou no quarto, e ele pulou pra enrolar ela e tirar ela do quarto. eu não consegui falar nada, apenas fiquei parada, tentando segurar a mão dela. quando ela foi embora, ele me levou pra cama de novo e continuou o que tava fazendo
depois, o maldito me pediu um abraço. como tava com medo o dei, e eu senti algo.... duro, no short dele. afastei meus quadris pra longe dele no mesmo instante, mas continuei no abraço. depois ele só me deixou ir - eu estava fraca e acuada. devia ter em torno de 8 ou 9.
indo para casa, meu pai perguntou se ele tinha feito algo comigo. disse que sim, e expliquei a situação. ele disse que ia conversar com ele, e que veria o que poderia fazer. ainda assim, não sei se ele sofreu alguma penalização dos pais ou um puxão de orelha, mas sei que não foi preso
anos se passaram e eu não consigo mais abraçar quase ninguém direito. só abraço de lado e, quando abraço de frente, apenas meu braços ficam na pessoa, o resto do meu corpo fica longe. não gosto de abraços longos por conta disso, apenas os dou em minha mãe, mas até com ela tenho meu limite
eu tive que ir nessas estúpidas reuniões de família quase toda semana por 3 anos. tive que agir como se nada tivesse acontecido perto dele (ainda tenho), o abraçando e sorrindo. mais anos se passam e eu contei o ocorrido pra mãe dele um dia. não sei o que ela fez com ele, SE ela fez algo, mas, de novo, não foi preso
a idade dele era próxima da do meu irmão, que devia ter 27. ou seja, o cara já era um adulto COM NAMORADA para realizar ato sexuais com, mas resolveu pegar a priminha dele, inocente, que confiava nele, e destruir a vida dela
ele também é padrinho de uma prima minha mais nova, e eu só tenho nojo dele. ah, se eu pudesse me afastar dele, eu iria. nos meus quinze anos, eu NÃO vou dançar com ele, nem a pau, nem que a família me odeie. eu não vou me submeter a isso. também adoraria não ter que o convidar, mas acho impossivel, então vou só o rejeitar na hora da dança
eu me odeio por isso, pra ser sincera. tenho total noção de que não tenho culpa, mas eu queria ter pedido pra minha tia avó pra ter ficado, queria ter indo embora quando tive a chance, mas não, fui fraca e fiquei calada. vi minha oportunidade escorrer como água pelos meus dedos. gostaria muito de me socar e socar ele
enfim, fiz esse post aqui pra não pertubar minhas amigas com esse tópico. ninguém precisa ler ou responder, mas se acontecer, agradeço pela atenção. bebam água, comam bem e se cuidem. vlw, flw
submitted by chemi_nx to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 23:43 Normal_bitch Não consigo superar

Preciso de conselhos e preciso desabafar.
Perdão pelos erros de português, não é meu forte.
Uma boa parte do meu relacionamento foi extremamente desgastante, embora as coisas tenham mudado, significando que eu deveria estar bem, eu não estou, eu ainda tenho raiva do meu namorado as vezes, não supero tudo oque aconteceu.
Como gosto desse sub decidi que vou soltar toda minha frustração aqui, tudo oque me fez mal no começo, preciso de alguém que me ouça,é uma tentativa de deixar esses problemas para trás e não estragar meu relacionamento.
Esse post sera bastante comprido
O primeiro mês foi bom, no segundo ele era paranóico, brigou comigo pois alguém que eu nem conheço disse que ele era corno, briguei feio com ele, então esse problema não se repetiu.
No terceiro mês os problemas começarem, não consigo lembrar dos detalhes, muito dessa época foi um borrão para mim.
Meu namorado tem problema com depressão, apartir do terceiro mês ele começou a ameaçar de se matar todos os dias basicamente, dizer coisas sem sentido, eu tentei ajudar ele o máximo que pude, depois de um tempo a família dele colocou ele em psiquiatra, psicólogo, terapeuta, tudo que era possível, até ai tudo bem, eu queria ajudar ele, claro que não iria deixar ele sozinho nesse momento.
Agora vem a parte que realmente me fez mal, durante meses ele ameaçou se matar todo o dia para mim, mandava foto de faca,na barriga, segurando, na mesa, ia no viaduto mandava foto dizendo que ia se matar, por todo o dia ficava me dizendo coisas terríveis, eu sentia que estava sendo torturada.
Me disse algumas vezes que queria pegar outras pessoas, me disse que se me traisse com um homem para testar nao teria problema, que estava em dúvida se gostava de homem e queria testar, um dia até quis tentar terminar comigo porque os colegas disseram que ele parecia gay quando colocou um piercing. Depois ele percebeu que era só confusão da cabeça dele pois sempre chamaram ele de viado.
Todo dia minha rotina se baseava em parar tudo o'que eu estava fazendo para ajudar ele.
Na escola dizia que ia embora pra se matar, quase todo dia eu tinha que implorar, ligar, chorar, pedir que ele não se matasse.
Uma vez nos bancos da escola disse que iria sair mais cedo para poder se matar enquanto eu me matava de chorar na frente dele,implorando para ele não me deixar, e ele nem ligou, me olhava com o olhar vazio, so dizia que era o melhor pra mim.
Uma vez brigamos e ele foi a uma festa e voltou falando sobre como a irmã do amigo dele estava rebolando pra ele, sabendo que nem sair de casa eu podia na época, e ele podia mesmo eu não tendo como (eu não podia sair ou namorar, esses meses foram escondidos da minha mãe, contamos no começo desse ano, todos esses problemas foram de setembro do ano passado até o início da quarentena, onde já podíamos nos ver fora da escola)
Ameaçou de se matar até no meu aniversário, primeiro aniversário que minha família parecia feliz, e eu tive que me esconder no quarto pra chorar e implorar que ele não se matasse, estraguei o aniversário, na frente da minha família tive que fingir que estava tudo bem.
Dizia o tempo todo que eu não gostava dele de verdade, que eu ficaria melhor se ele morresse, não importava quantas vezes eu tentasse provar que realmente gosto dele, isso é cansativo.
Dizia que ia tomar água sanitária, tomar todos os remédios, mandava fotos com facas, várias fotos no viaduto, e dizia "adeus" me fazendo implorar para que ele vivesse mais um dia, não sabendo oque aconteceria no outro dia. A única coisa que ele realmente fez foi tomar um gole de água sanitária, o restante felizmente foram apenas ameaças.
Um dia ele saiu para a casa de um amigo, e começou a ameaçar de se matar, quando fazia isso costumava colocar uma foto preta no whats, quando mandei mensagem para o amigo que estava do lado dele para pedir ajuda, o amigo me mandou um audio dizendo "é brincadeira dele tudo, ninguém manda acreditar" "ninguém manda não ajudar, agora vai morrer" coisas do tipo, rindo da minha cara, na hora eu bloqueei os dois e exclui todas as nossas mensagens, mais tarde descobri que ele realmente estava querendo se matar, então ele brigou comigo por acreditar no amigo dele, mas nunca disse uma palavra para o amigo que me enganou e riu da minha cara enquanto eu não conseguia parar de chorar por horas.
Um dia ele teve um ataque de ciúme porquê eu disse que achei uma foto de um gato que ele mandou fofo, "você prefere o gato a mim, vai com o gato então, vai vir aqui e vai querer dar mais atenção para o gato"
Fez um texto lindíssimo pra uma amiga, de uma forma que nunca fez pra mim e em uma parte do texto disse que ficaria com ela se não estivesse comigo, eu fingi que isso não me machucou por um tempo, e quando contei que me fez mal ele disse que nunca fez algo do tipo para mim pois a amiga dele realmente acreditava nele, e eu não acreditava. Eu que estava todo dia chorando, perdendo cabelo de estresse pra tentar ajudar ele.
Ele tinha o direito de conversar com quem quisesse, falar que pegaria outras pessoas, eu não sou ciumenta, porém eu não podia chegar perto de nenhum homem. Um dia ele insistiu que eu contasse quem eu achava bonito dos nossos colegas, quando eu contei ele brigou comigo, dizendo que era fácil para mim trocar ele.
Com tudo isso eu perdi 4 quilos, eu sou pequena, 4 quilos fazem grande diferença e perdi muito, muito cabelo a ponto de ter medo de ficar careca, perdi a habilidade de dormir a noite, pois passava a noite acordada, até as 6, horário que ele acordava, tudo por medo de que ele não estivesse dormindo e sim morto,esperando 4,5,6 horas para receber uma mensagem, até hoje tenho dificuldade para manter uma rotina saudável quanto ao sono, e tive meus primeiros pensamentos suicidas.
Em grande parte desses meses eu ficava apenas no meu quarto deitada, so saia pelas coisas que eu sou obrigada a fazer, estudar, limpar,comer as vezes, e exercício pois já tenho problemas o suficiente de autoestima, se eu ficasse mais feia aí sim pioraria de vez e me mataria, gosto muito de exercícios e os fazia a noite, mas como ele chegava a noite, várias vezes parei de fazer para ajudar ele.
Eu so queria ajudar ele, apenas isso, foi a única coisa que eu fiz todos esses meses, perdoar e ajudar, apenas isso.
Quando eu não aguentava mais disse que se ele não mudasse a forma de lidar com os problemas eu terminaria, apartir dai ele começou a melhorar, a terapia foi o'que mais funcionou para ajudar com o problema dele, ele começou a desabafar ao envez de jogar todos os problemas em mim e me torturar, eu finalmente estava feliz.
Então quando eu pensei que deixaria tudo isso pra trás ele em uma manhã começou um assunto sobre gostar de mulheres mais velhas, até ai tudo bem, mas ele decidiu dizer "trovaria tua mãe, ela e bonita" , e foi onde meu mundo caiu, todas as vezes eu perdooei ele, sempre entendi que era por conta da depressão que ele me fazia mal, entendi que não era culpa dele, mas isso era demais, isso era um limite, todas as outras vezes eu acreditei que ele mudaria e confiei nele, dessa vez não consegui, não sei se consigo até agora.
Ainda assim eu continuei com ele, e desde então ele tem sido um amor, tudo está bem, ou deveria estar, mas eu não consigo superar tudo isso, sinto que atinge meu limite com o último problema e não consigo mais voltar a acreditar nele, ou confiar nele. Eu amo ele, e agora ele realmente mudou, a meses nao fala nada que me deixa triste, sempre pergunta se está me sobrecarregando quando desabafa, ele me respeita bastante, porém eu não quero estragar nosso relacionamento com meu problema de não superar.
Eu sei que o jeito que eu falei sobre o problema de depressão dele pode ter sido egoísta, focando apenas no meu lado, enquanto para ele deve ter sido muito pior, mas eu so estou contando como me senti, eu sei que esse problema não e culpa dele e que as coisas que ele me disse e me fez foram por estar fora do normal graças a depressão, não o culpo, ao menos ele melhorou, não e como se eu fosse perfeita, por vezes nao acreditei que ele mudaria e exagerei nas brigas,so piorando a situação , agora eu aprendi a conversar ao envez de brigar e isso ajudou. Porém eu nunca tinha lidado com algo do tipo, não soube ajudar ele então acabou que fui sobrecarregada, e agora eu preciso de um conselho, como posso superar isso e finalmente olhar pra frente, nosso relacionamento devia estar bem, não quero estragar tudo, me ajudem!!
submitted by Normal_bitch to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 22:05 Normal_bitch Não consigo superar, me ajudem!!

Preciso de conselhos e preciso desabafar.
Perdão pelos erros de português, não é meu forte.
Uma boa parte do meu relacionamento foi extremamente desgastante, embora as coisas tenham mudado, significando que eu deveria estar bem, eu não estou, eu ainda tenho raiva do meu namorado as vezes, não supero tudo oque aconteceu.
Decidi que vou soltar toda minha frustração aqui, tudo oque me fez mal no começo, preciso de alguém que me ouça,é uma tentativa de deixar esses problemas para trás e não estragar meu relacionamento.
Esse post sera bastante comprido
O primeiro mês foi bom, no segundo ele era paranóico, brigou comigo pois alguém que eu nem conheço disse que ele era corno, briguei feio com ele, então esse problema não se repetiu.
No terceiro mês os problemas começarem, não consigo lembrar dos detalhes, muito dessa época foi um borrão para mim.
Meu namorado tem problema com depressão, apartir do terceiro mês ele começou a ameaçar de se matar todos os dias basicamente, dizer coisas sem sentido, eu tentei ajudar ele o máximo que pude, depois de um tempo a família dele colocou ele em psiquiatra, psicólogo, terapeuta, tudo que era possível, até ai tudo bem, eu queria ajudar ele, claro que não iria deixar ele sozinho nesse momento.
Agora vem a parte que realmente me fez mal, durante meses ele ameaçou se matar todo o dia para mim, mandava foto de faca,na barriga, segurando, na mesa, ia no viaduto mandava foto dizendo que ia se matar, por todo o dia ficava me dizendo coisas terríveis, eu sentia que estava sendo torturada.
Me disse algumas vezes que queria pegar outras pessoas, me disse que se me traisse com um homem para testar nao teria problema, que estava em dúvida se gostava de homem e queria testar, um dia até quis tentar terminar comigo porque os colegas disseram que ele parecia gay quando colocou um piercing. Depois ele percebeu que era só confusão da cabeça dele pois sempre chamaram ele de viado.
Todo dia minha rotina se baseava em parar tudo o'que eu estava fazendo para ajudar ele.
Na escola dizia que ia embora pra se matar, quase todo dia eu tinha que implorar, ligar, chorar, pedir que ele não se matasse.
Uma vez nos bancos da escola disse que iria sair mais cedo para poder se matar enquanto eu me matava de chorar na frente dele,implorando para ele não me deixar, e ele nem ligou, me olhava com o olhar vazio, so dizia que era o melhor pra mim.
Uma vez brigamos e ele foi a uma festa e voltou falando sobre como a irmã do amigo dele estava rebolando pra ele, sabendo que nem sair de casa eu podia na época, e ele podia mesmo eu não tendo como (eu não podia sair ou namorar, esses meses foram escondidos da minha mãe, contamos no começo desse ano, todos esses problemas foram de setembro do ano passado até o início da quarentena, onde já podíamos nos ver fora da escola)
Ameaçou de se matar até no meu aniversário, primeiro aniversário que minha família parecia feliz, e eu tive que me esconder no quarto pra chorar e implorar que ele não se matasse, estraguei o aniversário, na frente da minha família tive que fingir que estava tudo bem.
Dizia o tempo todo que eu não gostava dele de verdade, que eu ficaria melhor se ele morresse, não importava quantas vezes eu tentasse provar que realmente gosto dele, isso é cansativo.
Dizia que ia tomar água sanitária, tomar todos os remédios, mandava fotos com facas, várias fotos no viaduto, e dizia "adeus" me fazendo implorar para que ele vivesse mais um dia, não sabendo oque aconteceria no outro dia. A única coisa que ele realmente fez foi tomar um gole de água sanitária, o restante felizmente foram apenas ameaças.
Um dia ele saiu para a casa de um amigo, e começou a ameaçar de se matar, quando fazia isso costumava colocar uma foto preta no whats, quando mandei mensagem para o amigo que estava do lado dele para pedir ajuda, o amigo me mandou um audio dizendo "é brincadeira dele tudo, ninguém manda acreditar" "ninguém manda não ajudar, agora vai morrer" coisas do tipo, rindo da minha cara, na hora eu bloqueei os dois e exclui todas as nossas mensagens, mais tarde descobri que ele realmente estava querendo se matar, então ele brigou comigo por acreditar no amigo dele, mas nunca disse uma palavra para o amigo que me enganou e riu da minha cara enquanto eu não conseguia parar de chorar por horas.
Um dia ele teve um ataque de ciúme porquê eu disse que achei uma foto de um gato que ele mandou fofo, "você prefere o gato a mim, vai com o gato então, vai vir aqui e vai querer dar mais atenção para o gato"
Fez um texto lindíssimo pra uma amiga, de uma forma que nunca fez pra mim e em uma parte do texto disse que ficaria com ela se não estivesse comigo, eu fingi que isso não me machucou por um tempo, e quando contei que me fez mal ele disse que nunca fez algo do tipo para mim pois a amiga dele realmente acreditava nele, e eu não acreditava. Eu que estava todo dia chorando, perdendo cabelo de estresse pra tentar ajudar ele.
Ele tinha o direito de conversar com quem quisesse, falar que pegaria outras pessoas, eu não sou ciumenta, porém eu não podia chegar perto de nenhum homem. Um dia ele insistiu que eu contasse quem eu achava bonito dos nossos colegas, quando eu contei ele brigou comigo, dizendo que era fácil para mim trocar ele.
Com tudo isso eu perdi 4 quilos, eu sou pequena, 4 quilos fazem grande diferença e perdi muito, muito cabelo a ponto de ter medo de ficar careca, perdi a habilidade de dormir a noite, pois passava a noite acordada, até as 6, horário que ele acorda, tudo por medo de que ele não estivesse dormindo e sim morto,esperando 4,5,6 horas para receber uma mensagem, até hoje tenho dificuldade para manter uma rotina saudável quanto ao sono, e tive meus primeiros pensamentos suicidas.
Em grande parte desses meses eu ficava apenas no meu quarto deitada, so saia pelas coisas que eu sou obrigada a fazer, estudar, limpar,comer as vezes, e exercício pois já tenho problemas o suficiente de autoestima, se eu ficasse mais feia aí sim pioraria de vez , gosto muito de exercícios e os fazia a noite, mas como ele chegava a noite, várias vezes parei de fazer para ajudar ele.
Eu so queria ajudar ele, apenas isso, foi a única coisa que eu fiz todos esses meses, perdoar e ajudar, apenas isso.
Quando eu não aguentava mais disse que se ele não mudasse a forma de lidar com os problemas eu terminaria, apartir dai ele começou a melhorar, a terapia foi o'que mais funcionou para ajudar com o problema dele, ele começou a desabafar ao envez de jogar todos os problemas em mim e me torturar, eu finalmente estava feliz.
Então quando eu pensei que deixaria tudo isso pra trás ele em uma manhã começou um assunto sobre gostar de mulheres mais velhas, até ai tudo bem, mas ele decidiu dizer "trovaria tua mãe, ela e bonita" , e foi onde meu mundo caiu, todas as vezes eu perdooei ele, sempre entendi que era por conta da depressão que ele me fazia mal, entendi que não era culpa dele, mas isso era demais, isso era um limite, todas as outras vezes eu acreditei que ele mudaria e confiei nele, dessa vez não consegui, não sei se consigo até agora.
Ainda assim eu continuei com ele, e desde então ele tem sido um amor, tudo está bem, ou deveria estar, mas eu não consigo superar tudo isso, sinto que atinge meu limite com o último problema e não consigo mais voltar a acreditar nele, ou confiar nele. Eu amo ele, e agora ele realmente mudou, a meses nao fala nada que me deixa triste, sempre pergunta se está me sobrecarregando quando desabafa, ele me respeita bastante, porém eu não quero estragar nosso relacionamento com meu problema de não superar.
Eu sei que o jeito que eu falei sobre o problema de depressão dele pode ter sido egoísta, focando apenas no meu lado, enquanto para ele deve ter sido muito pior, mas eu so estou contando como me senti, eu sei que esse problema não e culpa dele e que as coisas que ele me disse e me fez foram por estar fora do normal graças a depressão, não o culpo, ao menos ele melhorou, não e como se eu fosse perfeita, por vezes nao acreditei que ele mudaria e exagerei nas brigas,so piorando a situação , agora eu aprendi a conversar ao envez de brigar e isso ajudou. Porém eu nunca tinha lidado com algo do tipo, não soube ajudar ele então acabou que fui sobrecarregada, e agora eu preciso de um conselho, como posso superar isso e finalmente olhar pra frente, nosso relacionamento devia estar bem, não quero estragar tudo, me ajudem!!
submitted by Normal_bitch to relacionamentos [link] [comments]


2020.10.19 07:17 yooo66666 Autosabotagem, pornografia e brochar.

Nem sei por onde começar... primeiramente tenho 20 anos e é realmente um pouco constrangedor escrever isso mesmo sabendo que ninguém me conhece, mas ok bora lá. A mais ou menos 2 anos eu terminei o meu ultimo namoro e já naquela época eu consumia pornografia mas era beeem menos, tanto que ainda não atrapalhava nada em minhas relações sexuais, tudo sempre flui numa boa, nunca pensei que poderia ter problemas com isso. Daí, dps do termino comecei a consumir mais a pornografia mas ainda tava dboa, me sentia tranquilo em relação a isso, trocava ideia com varias mina me sentindo bem e despreocupado, só que aí pro final de 2018 eu fui encontrar uma amiga minha e rolou minha primeira brochada, fiquei porra, desesperado na hora, com vergonha e pá(era a primeira vez da mina) nussss fiquei bem abalado serião, falei com uns amigos meus e eles foram suave, nem tiraram sarro, disseram que era normal, mas aí que começou o problema(deveria ter levado numa boa né, todo "mundo" leva isso numa boa, pq eu n iria) enfim, a partir daí comecei minha graaande jornada de autosabotagem e porra velho, até hj n consegui superar isso (como cara???? kkkk taloko) eu realmente rio disso, pq parece ser piada as vezes, eu gosto de mulher, gosto demais cara, e desde de essa época eu comecei a questionar tudo, minha sexualidade, pô problemas mentais, uma avalanche de pensamentos mesmo. (Tá, são muitas coisas a se falar e ainda to com vergonha de escrever isso, mas vamo lá)
Inicio de 2019 e eu tranquilo até ainda, sem nenhuma confusão mental aparente e ainda trocando ideia dboa com umas mina, aí conheci uma menina e a gente foi se aproximando, se beijou e pá, começou a rolar um amorzinho mas a gente n tinha transado ainda e aí um dia ela me chamou pra eu ir na casa dela, era carnaval, fui né, bebemos umas, fumamos uns beck e ficamo daquele jeitão né, delícia, pegação que num parava mais e aí começamo a tirar a roupa, ela me chupou(suave até então, meu pau tava levantado kkkkk) e eu tava dboa tb, eu chupei ela dps e aí bateu aquela ansiedade trevooosa, pq né o proximo passo seria nois fuder e assim... aiai.. eu tinha camisinha lá(ps: no meu ultimo namoro agnt transava so´sem camisinha praticamente) e mano, tremi nas base, falei pra ela q tava sem camisinha e né, ela tb nem tava afim de ir sem, e continuei chupando ela numa boa, mas né, pensando daquele jeitão nas coisa, preocupadasssso, uma lokura gente, aí blz, dormi la e de manha ela veio me cobrar q eu podia ter ido na farmacia e só dei uma desculpa(rapaziada por incrivel que parece n sou gay e eu me questionei bastante sobre isso, pode acreditar). Depois disso começou o desastre, toda vez q pensava em sexo pensava em brochada, instantâneo tipo, aí assim, quero resumir um pouco ne, mas vou falar oq me der na telha aqui. Dps desse ocorrido n falei pra ngm, nem amigo, nem psicologo, nem nd, malucao o cara ne, fala nem pra psicologo aiai, tabom. Dps com essa mina, de précha, broxei mais uma vez só q ai dessa vez foi na hora da penetração mesmo, aquela meia bomba que todo mundo adora, lindeza que só( to falando desse jeito pq acho q assim vo sentir menos otário) aí acabei me afastando dela (vergonha absurda, eu sou uma piada msm), deixei claro pra ela q o problema era cmg, e que ela era né MARAVILHOSA (pq de fato era kkk) aí meus manos e manas, nesse momento eu ja tava 0 bem das ideia(ps: faz mais de 1 ano isso e to desabafando isso só agora pra alguém ok) , escondendo tudo de todo mundo, mas transparecendo que tava tuddo deboa ne, kkk aiai. Que eu me lembre dps dessa mina passou um bom tempo q eu nem tentei nada com ngm(no sentido de ir pra hora H) e tipo, eu continuei flertando, com altas mina e dando idéia mas só na raso (olha o medo que tava, medo de brochar, eu sla, nem imagino falar isso pro meu amigo mais proximo q eu morro de vergonha sla) continuei flertando e pá ne, considero estar em um ponto bem alto da minha kkkk beleza facial e de personalidade tb, ent acaba q altas guria se interessava, e eu bobo né, dava papo mesmo sabendo desse meu problema kk. Ok, final de 2019 chegou um dia lá que a mesma mina q eu tinha broxado lá na primeira vez, me chamou pra ir na casa dela (claramente pra gente fuder) e eu em duvida, falei q n podia, por causa desse medo mesmo e sla, acabei indo encontrar uma amiga minha e a gente beijou dps um tempassso q eu tava afim e assim, fez minha noite tlg, n transei, nem brochei kkkk foi ótimo. Ok, vou voltar aqui no assunto da pornografia e falar q, durante o ano inteiro de 2019 eu provavelmente me masturbei quase todos os dias, pra pornô msm (mas nessa época nem tava ligado em questão de estimulo visual ser tãaao importante pra uma possivel brochada) ok, n dava a minima pra quantidade de porno q eu consumia, só seguia a vida msm, achando que todo esse medo aí meu, era problema meu, sla algum problema mental q eu desenvolvi e q era isso, botei na minha cabeça q ia continuar a ver pornografia pq já q eu n ia transar, pelo ou menos o porno ia me satisfazer( QUE ERRO, REPITO QUE ERRO jovem eu de um ano atrás). Aí pra frente é confusão mental atrás de outra, ia pro psicologo nem sabia oq falar, ficava todo perdido, todo vez q eu podia pensar nisso eu pensava e ia fuuundo e paranoia e fantasia de coisa nem ia acontecer, mano, to querendo é chorar escrevendo isso, nunca tinha botado pra fora isso, enfim... final de 2019 li em algum lugar sobre um negocio q chama reboot, que até tem video no TEDx sobre isso e video do Terry Crews falando, que é basicamente vc ficar sem se masturbar por um tempo indeterminado, que aí uma hora tudo ia voltar ao normal, na hora q eu li eu falei "É ISSO, É ISSO, PRONTO VO RESOLVER MINHA VIDA AGR MESMO" mandei msg pro meu psicologo falando q nois tinha q conversar, tava todo animado, cheguei lá, falei pra ele tudo, tudo q tinha rolado, tava rolando e falei disso aí, mas ele n me recomendou eu fazer esse reboot, falou q a masturbaçao é algo importante pro individuo, e sla, me convenceu q era melhor eu só esquecer disso e levar a vida (hj eu lembro disso e assim, meio cuzao ele ne) na hora nem parei pra pensar no negocio, tava lokin das ideia já.
Vo tentar resumir agr, dps desse aí, continuei me masturbando pra porno ainda, as vezes eu tentava parar um tempo por causa de coisa de twitter e pá, mas acabava voltando uma semana dps. Nessa época eu comecei a criar um autoestima fodida em cima disso, foi surgindo assim tb, fui levando a vida como se tudo oq tivesse rolado tivesse sido só uma fase da minha vida e que tinha passado e que eu já tava deboassa em relação a questão de brochar, que na proxima vez q rolasse ia dar certo, tipo, tava bem deboa. Aí né tava confiante, e um belo dia chamei uma mina q tava cvs pra vir aqui em casa, agnt ja tinha ficado uma vez e tava né, com tesão afinzassso, começamo a tirar a roupa foi indo, chupei ela, suavao, aí ela foi me chupar e ele abaixou do nada, sim, no meio do boquete foi pra vala minha líbido, tentei ressuscitar mas n tava indo, bati uma ali mesmo e n foi, minha cabeça já tava a mil, ja´era ne kkk falei pra mim msm, dps agnt fumou um pra ficar dboa e cvs com ela e pá, ficamos suave. Teve mais uma situação com essa mina (acho q eu forço muito né, mas eu tava só querendo botar minha autoconfiança pra cima de certa forma) agnt saiu comeu um burg já naquele estado né, e dps fomos pra casa dela, casa n, escada do prédio e rolou ali msm, oral dos dois, n brochei durante foi suave, mas na hora de penetrar nela o menino abaixou, mas fiquei deboa, respirei e fui estimulando, uma hora deu certo, botei pra dentro e foi(meia bomba kkkkk), foi pouco tempo mas foi, aiai, que saudade dessa sensação meus amigos kkkk enfim, isso era inicio de 2020, daí começou a quarentena e desde entao eu nem saía de casa né, pra pegar alguém (pra nd msm), mas continuei flertando dms ne, cabo que, uma mina lá falou pra eu ir na casa dela pra né e ja botei na cabeça que n, que n ia rolar, que ia dar merda, já pensando na brochada (ô laia) e confundindo minha cabeça, falando q sexo casual é merda (nunca nem fiz sexo casual) só inventando mentira pra disfarçar esse problema meu, enfim, dei perdido na mina. Aí (ta acabando tá? se algm tiver lendo) anteontem uma mina veio aqui em casa, ja tinha combinado a uma semana atras, mas assim kkkkjjjj, imaginando q agnt nem ia transar nem nd, no maximo um boquete e tals, por isso nem fiquei preocupado com broxar e pá, só aquele calafrio basico de trocar ideia com uma mina q tu realmente acha daora, pela primeira vez, pessoalmente (coisa linda) me preparei total, comprei um corre pra gente pitar, comprei umas breja, umas comida, meditei um pouco pra ficar suave e foi né. Ela colou, agnt trocou altas ideia daora (sla eu tava um pouco de receio de ela achar eu meio maníaco de já querer transar direto assim) aí preparei o ambiente como eu disse, fui fazendo um clima rolar alí...rolou... pegação intensa, tava adorando, bão dms, aiai, que mulher minha gente, começou a passação de mão, eu meio passivo ainda, mas tava daora, aí ela tirou meu short e ja comecei a ficar em choke(pelo lado bom) nem tava pensando em nd, aí ela parou assim e perguntou se algm podia ver nois ali (agnt tava no terraço de casa) aí falei q n, mas q sepa era melhor nois ir pro sofa q aí ne, já ficava mais confortavel( eu sou mt burro) kkkkkkkkkkk ta, ai´fomos pra la, nisso eu ja tinha guardado o pau e tava mole já, e mano, voltamo a se pegar(po eu tava desaprendido 7meses em casa) pegação lá intensa, bão dms, ai´vacilei comecei a pensar na famosa broxada, passou um tempo ela tirou minha calça e começou o oral, e adivinha n fiquei duro, e eu acho ela gostosa, acho dms, n creio q esse seja o problema, n creio q o problema seja eu n ter atração por mulher, eu tenho sim, só acho q a pornografia me leva a ter uma rotina, um vício FUDIDO que faz eu me apagar a minha própria mão, a esse ambiente nojento da punheta e de tudo q ela envolve com a pornografia, mano, eu to muito puto comigo msm, pq JÁ SE PASSOU MAIS DE ANO Q TO NESSA MERDA DE SITUAÇÃO PODRE, MANO EU QUERO TER FILHOS UM DIA, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE TRANSAR, EU QUERO TER ESSE PRAZER DE VIVER UMA VIDA TRANQUILA SEM TER Q ME PREOCUPAR COM PROBLEMAS DE BROXAR, EU SINTO UM DESCONFORTO TÃO GRANDE COM MEUS AMIGOS, QUE REALMENTE SÃO MEUS AMIGOS E DISCUTEM ABERTAMENTE SOBRE ISSO, MAS NGM NUNCA FALOU SOBRE BROXAR, ME SINTO UM INUTIL NESSE SENTIDO ESCREVENDO ESSE TEXTO. CARAS, EU N QUERO VIVER A VIDA TODA ASSIM KKK NEM FOODENDO, NEM FODENDO. Só quero resolver isso e parar de pensar tanto em coisa que é inútil, amanha ja devo cvs com meu psicologo a respeito pq n da mais, eu fico triste, sinto um vazio imenso em mim dps q isso acontece, se alguem leu até aqui, obrigado pelo o seu tempo, diga aí oq vc acha sobre, ou n tb, se que sabe, enfim, abraços e uma boa noite pra todos. :j
submitted by yooo66666 to desabafos [link] [comments]


Letra da música_Hiosaki preciso conversar - YouTube ♫♫ Eu não quero conversar sobre isso ♫♫ SE EU PUDESSE CONVERSAR COM DEUS - ANTONIO MARCOS - YouTube CONVERSAR COM DEUS - ADORADORES 2 - YouTube Eu quero conversar - YouTube Eu quero conversar - YouTube Marcos Antônio - Pai. - YouTube Hiosaki Preciso conversar - YouTube Eu Quero Alguém Assim (Biollo) - YouTube

Eu Só Quero Conversar - Kuase Nada - LETRAS.MUS.BR

  1. Letra da música_Hiosaki preciso conversar - YouTube
  2. ♫♫ Eu não quero conversar sobre isso ♫♫
  3. SE EU PUDESSE CONVERSAR COM DEUS - ANTONIO MARCOS - YouTube
  4. CONVERSAR COM DEUS - ADORADORES 2 - YouTube
  5. Eu quero conversar - YouTube
  6. Eu quero conversar - YouTube
  7. Marcos Antônio - Pai. - YouTube
  8. Hiosaki Preciso conversar - YouTube
  9. Eu Quero Alguém Assim (Biollo) - YouTube

Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. .. ♡Sou apenas uma menina q quer conhecimento♡ Hoje trago a música 'preciso conversar' e muitas vezes no precisamos conversar e desabafar, mais muitas vezes não temos ninguém,muitas vezes não temos ningué... 'SE EU PUDESSE CONVERSAR COM DEUS' de Nelson Ned. Um sucesso de Nelson Ned também na voz de Antonio Marcos. Junto com 'EU SOU O MESMO DE ONTEM' o compacto de... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Pai eu estou aqui pra conversar contigo, Pai eu preciso ouvir a voz de um amigo, É só o Senhor meu pai, pode me ajudar, Eu errei outra vez, mas quero acertar... Eu não quero conversar sobre isso Eu posso dizer pelos seus olhos que você provavelmente esteve sempre chorando E as estrelas no céu não dizem nada para você, elas são um espelho Eu não ... Escute também no Spotify, Deezer e Apple Music: https://onerpm.lnk.to/Adoradores2 ***NÃO ESQUEÇA DE SE INSCREVER*** Inscreva-se aqui: http://bit.ly/2e4i7WD O...